Chelsea quer levar Javi Garcia

terça-feira, 17 de Abril de 2012 | 3 comentários

 A completar a sua 3ª época em Portugal, ao serviço do Benfica, e apesar do seu rendimento ter baixado ligeiramente, Javi Garcia continua com o seu passe bastante cobiçado e desta vez é o Chelsea quem mostra interessa na contratação do médio espanhol. O clube do russo Abramovich procura renovar o seu plantel e pretende convencer o Benfica a libertar o atleta.

A cláusula de rescisão de Javi Garcia é de 30 milhões de euros, e embora dinheiro não seja problema para o milionário presidente dos «blues», o Benfica pode mesmo negociá-lo por uma verba mais baixa.

Ewerton apontado ao FC Porto

| 0 comentários


 Ewerton, jogador brasileiro actualmente ligado ao Sporting de Braga, continua com o seu nome apontado ao FC Porto. Com a saída de Rolando quase certa, e ainda com Otamendi com mercado, os «dragões» já começaram a procura por "sangue novo" e o defesa bracarense está bem cotado junto dos campeões nacionais.

Depois de vários rumores, o interesse do FC Porto é real. Quem o confirma é o próprio empresário de Ewerton, Thomas Vilela: «Existem interesses de vários clubes europeus, incluindo o Porto, mas não há nada oficial, só sondagens», esclareceu o empresário.


«Vamos aguardar o final da temporada para tomar qualquer decisão. O Ewerton tem mais um ano de contrato com o Braga. A verdade é que ele está muito feliz e espera ainda ganhar muitos títulos no Minho', afirmou o agente.

Danilo marca pelo Santos no Mundial de Clubes

quarta-feira, 14 de Dezembro de 2011 | 0 comentários

Danilo marcou um golo, de livre directo, pelo Santos, na meia-final do Mundial de Clubes, aos japoneses do Kahsiwa Reysol. O jogador, contratado pelo FC Porto, actuou como lateral direito. No último minuto de jogo foi substituído, devido a lesão, por Bruno Aguiar. 

O internacional brasileiro, de 20 anos, foi titular na equipa sul-americana, num dos últimos jogos que vai disputar com a camisola do Santos, antes de viajar para o Dragão, em Janeiro.

O Santos, entretanto, garantiu a presença na final do Mundial de Clubes, ao vencer o Kashiwa, por 3-1.

Santos na final do Mundial de Clubes

| 0 comentários

O Santos é a primeira equipa a garantir um lugar na final do Mundial de Clubes, no Japão. A equipa brasileira bateu o Kashiwa Reysol, por 3-1.

A formação sul-americana vai defrontar na final, domingo, o vencedor do Al Sadd-Barcelona, marcado para amanhã às 10h30 de Portugal continental. No triunfo do Santos, esta manhã, marcaram Neymar, Borges e Danilo. Sakai marcou o golo da equipa japonesa O lateral que pertence ao Porto foi titular e marcou, saindo lesionado aos 90 minutos.  

Danilo marcou o terceiro golo do Santos num livre directo, aos 63 minutos. O golo ajudou o Santos a qualificar-se para a final do Mundial de Clubes. Kardec, emprestado pelo Benfica ao Santos, jogou a última meia hora.

Platini admite final europeia em Portugal

| 0 comentários

 gilberto madail pinto da costa michel platini
O ainda presidente da Federação Portuguesa de Futebol, Gilberto Madaíl, confirma em Bola Branca que foi entregue junto da UEFA o pedido para a organização de uma final europeia em 2014, ano de centenário da Federação Portuguesa de Futebol (FPF).

Madaíl revela contactos com Michel Platini, presidente da UEFA: "Em Junho de 2011 nós pedimos à UEFA, tendo em atenção o nosso centenário, que nos fosse atribuída a organização de uma final europeia em 2014. Michel Platini respondeu, considerando que o pedido era justo e que seria analisado entre várias possibilidades. Não especificámos qual a final, se a da Liga dos Campeões se a da Liga Europa, até porque pelos regulamentos não temos estádios com capacidade para a final da Champions".

Gilberto Madaíl refere que a UEFA pode "abrir uma excepção" e indicar o estádio da Luz para a final da Liga dos Campeões. Se a opção for a Liga Europa, então os estádios do Dragão e Alvalade "também são possibilidades".

Fonte: RR

Fernando Gomes eleito novo presidente da FPF

| 0 comentários

Fernando Gomes eleito novo presidente da FPF
Fernando Gomes foi eleito como o novo presidente da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), sucedendo a Gilberto Madaíl, que sai após 15 anos bem-sucedidos no cargo.
Formado em Economia pela Universidade do Porto, Fernando Gomes, de 59 anos, é um dirigente experiente no futebol e fez parte da administração do FC Porto em várias áreas, incluindo marketing, comercial e financeira. Presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) desde Junho de 2010, Fernando Gomes foi campeão de basquetebol ao serviço do Porto no início dos anos 70 – modalidade da qual também foi presidente da Liga, em 1995 e 1996.
Fernando Gomes assume a presidência da FPF com a selecção nacional apurada para o UEFA EURO 2012, que se realiza no próximo Verão. "Este é um momento importante para o futebol português", disse. "O nosso objectivo vai ser promover o futebol nacional e dar seguimento ao que de bom foi conseguido nos últimos 15 anos." Durante esse tempo, Portugal alcançou a final do UEFA EURO 2004 e as meias-finais do UEFA EURO 2000, tendo terminado o Campeonato do Mundo de 2006 em quarto lugar.

A liderança como D. Sebastião

terça-feira, 30 de Agosto de 2011 | 0 comentários



Benfica e Nacional subiram ao relvado da Choupana para jogar um encontro que ficaria marcado pelo intenso nevoeiro que pairou sobre o terreno do Nacional da Madeira. O jogo esteve mesmo interrompido por duas vezes, o que prejudicou o ritmo da primeira parte e transformou esta partida de futebol num jogo de pavilhão, com dois descontos de tempo. Ainda assim, foi na primeira etapa que Cardozo viria a marcar o golo inaugural do encontro. O segundo tempo benfiquista acabou por justificar que a melhor equipa em campo levaria a vitória. 

O Nacional surgiu com a sua formação mais rotinada, ao passo que o Benfica faria o mesmo, não fosse a lesão de Garay lançar Jardel no onze. A primeira oportunidade pertenceu ao Nacional, mas o remate de Mateus, cara-a-cara com Artur, esbarrou na segurança do guardião brasileiro. Pouco depois, aos 12 minutos, Artur Soares Dias entendeu que não havia condições para continuar com o jogo, o que ficou provado inclusive pelo pormenor de o setor defensivo do Nacional nem se ter apercebido de que o jogo tinha parado. Volvidos três minutos, estava de volta a ação. Quem terá aproveitado melhor o timeout foi o Benfica que, aos 22 minutos, fez o primeiro do encontro. Bola distribuída por um dos homens que se vai assumindo paulatinamente como uma das figuras de destaque deste campeonato, Axel Witsel, para Nico Gaitán. O argentino colocou a bola na área e, ou Filipe Lopes não viu Cardozo com o nevoeiro, improvável, ou o central da equipa madeirense cometeu um erro grave e deixou o "Tacuara" à vontade para atirar para o fundo das redes. 


Nacional-Benfica

O Nacional não conseguiu reagir, apesar da oportunidade desperdiçada por Mário Rondon, soberana diga-se, e permitiu que o Benfica se espraiasse em campo como bem gosta. Aliás, a equipa de Jorge Jesus vai dando mostras de estar melhor do que há uns jogos atrás, no que à gestão do resultado diz respeito. Entretanto, já o jogo tinha parado novamente, desta feita por dez minutos. O Benfica dispôs de mais oportunidades para marcar, mas, ou o desacerto encarnado ou Elisson, que já provou ser um digno substituto de Bracali, adiaram o segundo golo. Antes do fim da primeira parte, o Nacional poderia ter empatado, mas Skolnik perdeu um lance em que caminhava isolado para a baliza de Artur, por falta de velocidade, cruzando para o coração da área que, no caso, era uma má opção.

A segunda parte fica marcada pela expulsão de João Aurélio, por duplo amarelo, aos 61 minutos, e que dificultou ainda mais a vida aos da casa. Aos 72 minutos, Luisão tem um cabeceamento apenas superado em qualidade pela defesa de Elisson, que ia mantendo as ténues esperanças insulares intactas. Até ao fim, o Benfica controlou sempre os acontecimentos e ampliou mesmo a vantagem. Bruno César, que entrara para o lugar do apagado Nolito, em contra-ataque, marcou o segundo golo em dois jogos consecutivos pelo Benfica. 478 dias depois, o Benfica está de volta ao primeiro lugar, ainda que à condição e partilhado com o Braga. 

Hélder Barbosa faz esquecer Pizzi e dá a vitória ao Braga no Bonfim

| 0 comentários




Terão durado muito pouco tempo as saudades dos adeptos bracarenses do virtuosismo que Pizzi estava a emanar na equipa arsenalista. De pronto apareceu o substituto: Hélder Barbosa, o avançado que vai aproveitando as saídas e lesões para reclamar, com toda a justiça, sempre um lugar no onze mais contínuo. Poderá bem ser agora esse momento. Depois de um golo magistral em Berna contra o Young Boys, a meio da última semana, importante para colocar o Braga na fase de grupos da Liga Europa, o antigo internacional sub-21 português resolveu o jogo no Bonfim, já perto do final. 

O Braga teve algumas dificuldades para impor, num campo tradicionalmente difícil, o seu favoritismo teórico. O Setúbal foi a equipa que sempre é em casa: unida, experiente, "matreira" e incapaz de desistir. Os sadinos, porém, não terão começado o jogo a perder, mas quase. É que João Silva foi chamado à seleção à última hora e não pode dar o seu contributo à sua equipa. Nos minhotos, Quim também esteve de fora, pelo mesmo motivo, mas foi melhor substituído por Berni do que a troca João Silva/Henrique. Leonardo Jardim retirou Leandro Salino do onze e lançou Márcio Mossoró. Logo nos primeiros minutos, o brasileiro, bem quente já, atirou para defesa apertada de Diego. No seguimento do canto, Miguelito desviou em cima da linha de golo um cabeceamento de Alan que levava selo de golo, tendo a bola embatido na trave ainda. 

Começava mais acutilante o Sporting de Braga, mas o Setúbal equilibrou as coisas onde tinha mais argumentos para isso: o meio-campo, até porque no ataque morava um ponta-de-lança - Henrique - que não era para lá estar por dois motivos: a já mencionada preponderância de João Silva no Setúbal e a efetiva falta de qualidade do brasileiro. Antes do final da primeira parte, tempo ainda para um remate feito a meias por Barbosa e Ricardo Silva, com o desvio que a bola sofreu no central do Setúbal a enviar a bola à barra. 


O segundo tempo foi mais desértico em termos de oportunidades. Do lado dos da casa era Pitbull quem assumia o jogo ofensivo da equipa e o brasileiro era muito pouco para a equipa bracarense inteira que, por sua vez, tentava puxar dos galões para galgar o terreno adversário. Efeito tímido. Ainda assim eram os "Guerreiros" quem demonstrava a maior intenção de chegar à vitória e o seu esforço foi premiado, já perto do fim, quando Hélder Barbosa teve uma boa iniciativa individual antes de enviar um bilhete que levou um efeito estranho e que só parou no fundo das redes da baliza de Diego. Vitória que acaba por ser justa para os homens de Leonardo Jardim, sem dúvida mais equipa do que o Vitória. 

Goleada moralizadora

quinta-feira, 11 de Agosto de 2011 | 0 comentários

Goleada moralizadora
Portugal 5-0 Luxemburgo
A selecção portuguesa goleou sem dificuldades a congénere do Luxemburgo, esta quarta-feira, em partida amigável disputada no Estádio do Algarve.
Depois de assumir a liderança do Grupo H, embora em igualdade pontual com Dinamarca e Noruega, após a vitória sobre o segundo adversário em Junho passado, os pupilos de Paulo Bento não sentiram dificuldades de maior no primeiro teste internacional da época e o último antes do regresso à campanha de qualificação para o UEFA EURO 2012, a 2 de Setembro, no Chipre.
Frente à frágil equipa oriunda do pequeno Grão-Ducado do centro da Europa, última classificada do Grupo D, Portugal, com Rui Patrício na baliza, em vez de Eduardo, quebrou a resistência adversária aos 25 minutos, quando Hélder Postiga atirou a contar ao aproveitar uma bola que ficou à sua mercê, após saída do guarda-redes Jonathan Joubert aos pés de Cristiano Ronaldo.
A estrela dos lusitanos e do Real Madrid CF aumentou a vantagem a três minutos do intervalo, de livre directo, e dois depois do reatamento viu o seu colega de equipa Fábio Coentrão estrear-se a marcar pela selecção principal, e logo de cabeça, na sequência de um cruzamento de João Pereira.
Entrado no início da etapa complementar, Hugo Almeida fixou o resultado ao bisar aos 58 e 73 minutos, numa partida em que o médio André Santos, do Sporting, fez o primeiro jogo a titular à segunda internacionalização.

Aquilani vale triunfo da Itália sobre a Espanha

| 0 comentários


Aquilani vale triunfo da Itália sobre a Espanha
Um golo de Alberto Aquilani, a seis minutos do final, permitiu à Itália bater a Espanha, campeã da Europa e do Mundo, por 2-1, num encontro particular disputado em Bari.
A equipa de Cesare Prandelli, que dispõe de cinco pontos de vantagem na liderança do Grupo C de qualificação para o UEFA EURO 2012, ganhou vantagem aos 10 minutos, com um golo de Riccardo Montolivo. Xabi Alonso, antigo médio do Liverpool FC, empatou para a Espanha a oito minutos do intervalo, na conversão de uma grande penalidade, mas a última palavra pertenceu a Aquilani, um jogador que ainda evolui em Anfield.
Os "azzurri" estiveram perto de inaugurar o marcador aos quatro minutos, com Domenico Criscito a bater Iker Casillas com um remate forte, mas a bola foi devolvida pelo poste. O primeiro golo não tardou muito, com Criscito a servir Montolivo, que se estreou a marcar pela selecção com um "chapéu" a Casillas.
A Itália teve uma boa oportunidade de aumentar a vantagem à passagem da meia-hora, mas Casillas conseguiu defender o remate de Giuseppe Rossi à queima-roupa. A boa exibição do guarda-redes do Real Madrid CF foi recompensada logo a seguir, quando Giorgio Chiellini derrubou Fernando Llorente dentro da área e Alonso não desperdiçou o castigo máximo.
Antonio Cassano, que foi capitão no dia em que regressou à sua cidade natal, esteve perto de levar o público de Bari ao delírio, mas Casillas realizou mais uma bela defesa. A Espanha criou as melhores oportunidades do segundo tempo, com Llorente a desperdiçar uma excelente situação e Gianluigi Buffon a negar o golo a David Silva.
Contudo, foi Aquilani que deu o triunfo à equipa da casa aos 84 minutos, com o remate a tabelar em Javi Martínez e a trair Casillas. O próximo desafio oficial de Itália é nas Ilhas Faroé, a 2 de Setembro.

Alemanha derrota Brasil em Estugarda

| 0 comentários


Alemanha derrota Brasil em Estugarda
Três golos na segunda parte deram à Alemanha a sua quarta vitória sobre o Brasil. Bastian Schweinsteiger, Mario Götze e André Schürrle marcaram num jogo particular muito aberto realizado em Estugarda.
Pese embora os anfitriões tenham dominado a primeira parte, esbarraram sempre num inspirado Júlio César entre os postes do Brasil, cuja melhor defesa aconteceu logo aos seis minutos, quando susteve um bom remate rasteiro de Götze. Os comandados de Joachim Löw, que não contou com Mesut Özil e Sami Khedira, tiveram a maior fatia da posse de bola, mas encontraram muitas dificuldades para penetrar na defesa do Brasil, selecção que optou por uma estratégia de contenção, visando atingir o adversário no contra-ataque.
O Brasil falhou uma boa oportunidade para chegar à vantagem no início da segunda parte, quando o chapéu de Alexandre Pato saiu ao lado, já com Manuel Neuer batido. Na outra área, Philipp Lahm e Götze ameaçaram a baliza brasileira, mas foi necessária uma grande penalidade convertida por Schweinsteiger aos 61 minutos, a castigar um derrube de Lúcio a Toni Kroos, para que o marcador fosse inaugurado.
O 2-0 chegou seis minutos depois, com Götze a contornar o guardião do FC Internazionale Milano para marcar de ângulo apertado, após uma boa combinação entre Miroslav Klose e Kroos.
O Brasil deixou a sua marca na partida aos 72 minutos, quando Lahm derrubou Daniel Alves na área e Robinho converteu a respectiva grande penalidade. No entanto, a Alemanha restabeleceu a sua superioridade com um terceiro golo, quando Schweinsteiger roubou a bola a André Santos e fez um passe para Schürrle concluir com um remate poderoso. Neymar reduziu novamente para o Brasil no derradeiro minuto, com um bom remate à entrada da área. No entanto, a noite era da Alemanha.

Euro 2012: Ponto de Situação

| 0 comentários


Trio com apuramento à vista
A Espanha, detentora do título, a Alemanha, finalista vencida em 2008, e a Holanda, finalista vencida do Campeonato do Mundo de 2010, partem para as jornadas decisivas da fase de qualificação do UEFA EURO 2012, em Setembro e Outubro, com registos perfeitos, enquanto França e Itália também estão em boa posição para garantir o apuramento. O UEFA.com analisa as classificações actuais dos grupos.
Os nove vencedores e o melhor segundo classificado com o melhor registo frente ao terceiro, quarto e quinto do respectivo agrupamento apuram-se directamente, enquanto os restantes segundos classificados seguem para o "play-off". Mais detalhes, incluindo o processo de desempate, constam dosregulamentos oficiais (em inglês).
Grupo A
Os triunfos da Alemanha na Áustria e no Azerbaijão, em Junho, permitiram-lhe abrir uma distância de dez pontos em relação à Bélgica, segunda classificada. De facto, a única equipa que pode alcançar a Alemanha é a Turquia, que está a um ponto da Bélgica e tem um jogo a menos. Se a Alemanha ganhar em casa frente à Áustria, a 2 de Setembro, apura-se de imediato, independentemente do resultado da Turquia frente ao Cazaquistão, na mesma noite em que a Bélgica visita o Azerbaijão.
Grupo B
As coisas não podiam estar mais renhidas no topo, depois de República da Irlanda, Rússia e Eslováquia terem ganho os respectivos jogos de Junho e permanecerem em igualdade pontual a quatro jornadas do fim, enquanto a Arménia está agora a cinco pontos. Cada um dos três primeiros ainda tem em falta um jogo frente aos rivais directos e o primeiro acontece a 2 de Setembro, com a Irlanda a receber a Eslováquia, enquanto a Rússia joga em casa ante a FYROM e a Arménia visita Andorra. Quatro dias depois, a Irlanda desloca-se até à Rússia, ao passo que a Eslováquia, anfitriã dos russos a 7 de Outubro, recebe a Arménia.
Grupo C
A invicta Itália continua com mais cinco pontos do que a Eslovénia, depois da vitória por 3-0 sobre a Estónia, a 3 de Junho, e tem ainda um jogo a menos em relação à segunda classificada. Se a Itália vencer nas Ilhas Faroé, a 2 de Setembro, sabe que novo triunfo em casa frente à Eslovénia, quatro dias depois, lhe garante o apuramento. No único jogo de Agosto, a Irlanda do Norte bateu as Ilhas Faroé por 4-0 e ascendeu ao terceiro lugar, a dois pontos da Eslovénia, que tem um jogo a menos, e com um a mais sobre a Sérvia. Também a 2 de Setembro, a selecção eslovena defronta a Estónia, enquanto a Sérvia visita a Irlanda do Norte.
Grupo D
A França tem mais um ponto do que a Bielorrússia, que tem mais um jogo, mas tem vantagem no confronto directo com os "bleus" caso terminem em igualdade pontual. A Bósnia-Herzegovina está a dois pontos da Bielorrússia, com um jogo a menos, e tem mais dois pontos do que Roménia e Albânia, com esta última a visitar a França a 2 de Setembro. Nesse dia, a Bielorrússia recebe a Bósnia-Herzegovina e a Roménia visita o Luxemburgo.
Grupo E
A Holanda, líder com um registo perfeito ao cabo de seis jogos, viu a sua vantagem ser encurtada para três pontos pela Suécia, que goleou a Finlândia por 5-0, enquanto a Hungria segue três pontos atrás. A Hungria defronta a Suécia a 2 de Setembro, altura em que a Holanda joga com San Marino. Se a Suécia continuar a vencer ainda pode afastar a Holanda do primeiro lugar quando ambos medirem forças em Solna, a 11 de Outubro, e ficará, pelo menos, em boa posição para ser a melhor segunda classificada.
Grupo F
Este é outro grupo renhido, pois uma vitória para cada um dos três primeiros em Junho deixou a Grécia com mais um ponto do que Croácia e Israel, mas esta última tem um jogo a mais. A Grécia desloca-se até Israel a 2 de Setembro, altura em que Malta recebe a Croácia, e a Geórgia, a quatro pontos do segundo posto, defronta a Letónia. A Croácia depende apenas de si própria já que enfrenta Israel a 6 de Setembro e visita a Grécia a 7 de Outubro.
Grupo G
Apesar de Inglaterra e Montenegro terem empatado em casa frente a Suíça e Bulgária, a 4 de Junho, a dupla de líderes manteve a vantagem de seis pontos sobre os aqueles adversários, que ocupam o terceiro lugar. Os dois da frente entram em acção a 2 de Setembro: a Inglaterra na Bulgária e o Montenegro de visita ao País de Gales. A Inglaterra recebe Gales quatro dias depois, antes da deslocação decisiva ao Montenegro a 7 de Outubro.
Grupo H
O triunfo de Portugal sobre a até então invicta Noruega, por 1-0, deixou ambos na liderança, com dez pontos, os mesmos da Dinamarca e todos com três jogos ainda por disputar. Os compromissos caseiros da Dinamarca frente à Noruega, a 6 de Setembro, e a Portugal, no mês seguinte, afiguram-se cruciais. No entanto, antes disso, a 2 de Setembro, Portugal desloca-se ao Chipre e a Noruega recebe a Islândia.
Grupo I
A campeã Espanha, com cinco vitórias em igual número de jogos, tem mais seis pontos do que a República Checa, que visita a Escócia a 2 de Setembro. Se os checos perderem pontos nessa partida, a Espanha pode desde logo apurar-se se vencer o Liechtenstein três dias depois. A cinco pontos da República Checa e com um jogo a menos, a Escócia sobe ao segundo lugar se a ganhar e bater a Lituânia quatro dias depois.

Danilo quer «jogar no meio-campo»

| 0 comentários


Conhecido pela sua polivalência, Danilo afirma que prefere actuar no meio-campo.

«Quero jogar no meio campo, penso que posso render mais nessa posição. Na selecção sei que não tenho hipótese se continuar a jogar a lateral, Maicon e Daniel Alves são muito bons. Sou um jogador polivalente e por isso posso também vir ajudar atrás».

«Prefiro dar continuidade no meio, acho que tenho tudo para evoluir ainda mais e confio no meu potencial. Posso fazer um suporte, vindo um pouco mais de trás, até porque tenho como principal característica a força física», explicou o reforço do FC Porto, em declarações ao globoesporte.

Sobre os 13 milhões de euros que os dragões desembolsaram pelo seu passe, diz-se «tranquilo».
«É sinal que tenho valor», retorquiu.

Dragões cedem Kelvin ao Rio Ave

| 0 comentários


 

Contratado pelo FC Porto ao Paraná, por 2,5 milhões de euros, o jovem avançado Kelvin vai actuar na próxima época no Rio Ave, por empréstimo. A tenra idade terá estado nas motivações deste empréstimo, pretendendo os campeões garantir a continuidade da evolução do atleta. Além de assegurarem a adaptação de Kelvin ao futebol europeu, os dirigentes optam pela rotatividade do brasileiro desde já no campeonato nacional.

O jogador, de 18 anos, também estava a ser cobiçado por Académica e União de Leiria, mas foi o Rio Ave quem ganhou a corrida.

Bojinov na lista para a UEFA

| 0 comentários



Apesar de as informações médicas apontarem para a recuperação de Bojinov apenas para Setembro, o avançado búlgaro faz parte da lista enviada para a UEFA para a disputa do «play-off» de acesso à fase de grupos da Liga Europa.
Numa lista que conta com 25 jogadores, ficaram de fora apenas os jovens Ilori, André Martins e Arias, este último ao serviço da selecção colombiana no Mundial de sub-20.
Lista completa enviada à UEFA:
Guarda-redes: Rui Patrício, Marcelo e Tiago;
Defesas:
 Rodríguez, Daniel Carriço, Anderson Polga, Onyewu, Evaldo, João Pereira e Atila Turan;
Médios: 
Stijn Schaars, Marat Izmailov, Diego Capel, Matías Fernández, Rinaudo, Luis Aguiar, Bruno Pereirinha e André Santos;
Avançados: 
Bojinov, Van Wolfswinkel, Jeffren, Carrillo, Yannick Djaló, Hélder Postiga e Diego Rubio.
 
© Copyright 2010-2011 Futebol e Fisioterapia All Rights Reserved.
Template Design by Herdiansyah Hamzah | Published by Borneo Templates | Powered by Blogger.com.